quarta-feira, 27 de outubro de 2010

Poupar...

(imagem tirada da net)

A toda a hora e em todos os lugares somos agora "bombardeados" com as medidadas de austeridade...
Confesso que como toda a gente ando deprimida com tudo o que oiço, e por vezes até me apetece emigrar...ou fazer como a avestruz, enfiar a cabeça na terra e só a levantar quando isto passar...se algum dia passar!
Ligamos a televisão e só ouvimos "possiveis formas de poupar", como deixar de fazer refeições fora de casa, comprar só o indespensável e de preferencia marcas brancas, reduzir despesas de telecomunicações, gasolina, blá, blá, blá...
Tudo isto me parecia já obvio pois apesar de nunca me ter faltado nada, cresci a ouvir a celebre frase " se tens 100, gasta só 90".

Mas agora de repente, é que saem estes cortes nos rendimentos, aumentos brutais nos impostos e nos bens essenciais??? Há anos que sabemos que o nosso País está mal, mas os nossos queridos governantes nunca deixaram (e dificilmente vão deixar) de andar com carros topo de gama, a levarem vidas de luxos, e agora cai tudo em cima de nós...E ainda falam em poupanças???? Quem consegue poupar algum dinheiro ao fim do mês? Outros tempos...Os meus pais conseguiam e fizeram sempre poupanças para assegurar a universidade dos filhos, casamentos, etc, mas eu fico deprimida por não o conseguir fazer para os meus.

Enfim, cá em casa vai-se notar bem a diferença uma vez que há apenas um rendimento, com cortes pois está claro.

Assim lanço-vos um desafio: " QUAIS AS VOSSAS MEDIDAS DE CONTENÇÃO" aí em casa?
Aqui pelo campo, vamos deixar de comprar cromos para cadernetas que nunca são acabadas, extras de supermercados como bolachinhas e doces já acabaram, pois foram substituidos por bolos e bolachas caseiros, ter mais atenção ás luzes ligadas quando não estao a ser precisas, telefonemas só em caso MESMO necessário,refeições fora de casa só em casa de amigos e familia ,enfim...muitas outras irão surgir!
Já agora aproveito para partilhar uma ideia que tenho visto muito em blogues nordicos: presentes de natal ; porque não oferecer cabazes de produtos caseiros, como compotas, bolachas, panos de cozinha feitos á mão, é só puxar pelas ideias ... Eu vou entrar nessa onda!!!!

Beijinhos!

7 comentários:

Ana B. disse...

Concordo plenamente contigo! E além disso, penso que quando o dinheiro «não é nosso» (ou seja o dinheiro do Estado é um pouco de todos nós), deveria ainda ser melhor gasto e com mais atenção! Ou seja, nós temos o cuidado de não gastar mais do que aquilo que temos, de pedir empréstimo apenas para aquilo que podemos realmente pagar, enquanto o Estado gasta dinheiro em carros de luxo, funcionários a mais, Secretário disto, e subsecretário daquilo... No outro dia, inclusivé, li um mini-artigo num dos jornais grátis, tipo Destak ou o outro, em que dizia: enquanto cá o governo compra carros de luxo, e há motoristas para este e aquele cargo, aumenta os impostos às pessoas individuais e às colectivas, na Suécia os Ministros viajam de transportes públicos, e até o Estado decidiu baixar os impostos às pessoas e às empresas! Que curioso!!! :-) Desculpa tanto texto, mas tu é que «lançaste» o desafio!!! :-) Quanto às medidas que iremos tomar, lá em casa, concordo com o acabar de «porcarias de doces» do Supermercado. Confesso que já sou um pessoa «poupadinha»! E quanto às prendas de Natal, já o ano passado, em vez de comprar na loja, comprei à minha irmã (www.misspelicano.blogspot.com). Cada vez mais penso que quem tiver um bocadinho de terra onde possa plantar as suas batatas, couves, etc. é que tenha talvez mais sorte, nisto tudo!!!

Jussara disse...

OI!! AQUI NO BRASIL ESTAS MEDIDAS PELO MENOS AQUI EM CASA)JÁ EXISTEM A TEMPOS.E QUANTO A FAZER OS PRESENTES DE NATAL ISSO É MARAVILHOSO,EU SEMPRE FIZ ISSO,JA PENSOU QUANDO A PESSOA GANHA E PENSA NOSSA ELA GASTOU O TEMPO DELEA FAZENDO ISSO PARA MIM,ELA FEZ COM MUITO CARINHO POIS ERA PARA MIM E OUTROS PENSAMENTOS MAIS,ENTAO A SUA IDÉIA É OTIMA VAI EM FRENTE QUEM GANHAR VAI ADORAR!! ABRAÇOS..

Patricia disse...

Olá

Esta crise tambem não me sai da cabeça e realmente vamos entrar em tempos dificeis.
Poupar é dificil porque para alem de recebermos menos a alimentação e despesas basicas não param de aumentar, acho que nos podemos dar por felizes conseguirmos chegar ao final do mes e ainda sobrar um poquinho.
Eu vou cortar tambem com algumas coisas tal como tu nos docinhos, cromos e afins, pequenos almoços fora de casa, cortar em tudo o que é superfulo.
Este natal tambem ja tenho preparadas umas compotas que fiz e como ja vem sendo habitual alguma coisa handmade.
Gosto muito deste teu cantinho e embora nunca tenha comentado sou visitante assidua.

beijinhos
Patricia

Velud'arte disse...

Olá.
Este post é muito interessante!
Pode ser que juntos aprendamos mais formas de economizar.

Cá em casa:

Não há sumos - compro um concentrado que dá para 7 litros de àgua, mas também este é poupadinho, bebendo apenas água na maioria das refeições.

Só marcas brancas - acredito que tenham a mesma qualidade, pois passam por testes laboratoriais. Se os produtos são mais pequeninos ou menos bonitos, não importa!

Não há tv cabo, meo e afins televisivos - o tempo já é curto para ver tv, e temos sempre o nossa rtp2 que tem programas interessantes.

Não há motos e carros para enfeitar a garagem - os seguros são muito caros.

Não compro frutas e legumes - vem tudo da hortinha do sogro.

Presentes de Natal sempre confecionados por mim - por vezes compro caixinhas baratas de madeira, pinto e ofereço com bolachinhas e biscoitos feitos na minha cozinha.
Brevemente no meu blog.

Não há roupas caras e modas - Uso as roupas compradas em alturas melhores e quando compro um trapinho novo, escolho sempre padrões simples de uma só cor, para não passar de moda.
Quem vai atrás das grandes modas, tem de estar sempre a comprar, e o que já comprou, já não se usa!

Aprender a reciclar com imaginação, é outra forma de poupança.

Beijocas
Neuza.

aqui no campo... disse...

Obrigada a todas por passarem por aqui!!!
é bom sentirmos-nos "acompanhadas" nestes tempos difíceis que se aproximam, e partilhar ideias é fundamental!!!
Obrigada!

memmu disse...

This is an important subject, Mila!!! As I've been without a job for a while now too... I've been thinking a lot about where I can save a few euros. Homemade meals, eating mostly at home, buying clothes from thrift stores / flea markets etc or recycling between family and friends, thinking twice before buying... do I really need the thing I'm buying... and so on. And yes, a homemade Christmas sounds good too!!! Not spending huge amount of money but rather trying to create the spirit by making yourself. Being together is what matters... not the big gifts and all that material stuff.

Have a lovely evening, my friend... :)))

Hugs!

a Dona do Bigode aka Joana Muge disse...
Este comentário foi removido pelo autor.